sexta-feira, 30 de março de 2012

ZILLA: ENTREVISTA NO SITE ROCK BRASÍLIA


A banda de Planaltina fala sobre Misrule, seu novo EP.



A banda Zilla formada em meados de 2001 na cidade satélite de Planaltina, em termos faz parte de uma nova geração do Metal de Brasília. Novos grupos que surgem a cada dia que passa, aproveitam de recursos e tecnologia para priorizar a qualidade. Podemos destacar grandes talentos que representa a música extrema, Device, Coral de Espírito, Zilla entre muitas outras são prova de minhas palavras. Conversei com o guitarrista, Mark Nagash, onde podemos abordar diferentes assuntos que evolvem a banda. Mark fala da boa recepção do primeiro álbum (Programatic Evolution), de futuros trabalhos, inclusive sobre o novo EP com cinco músicas inéditas, intitulado “Misrule”. A banda Zilla é completada por Lucas (Vocal), Bodão (Guitarra), Wagner (Baixo) e Glauco (Bateria).


Olá amigos! Já faz algum tempo que "Pragmatic Evolution" (Debut-álbum) foi lançado. Como tem sido a repercussão do mesmo?

Mark Nagash: Até os dias atuais o Pragmatic Evolution tem repercutido de forma muito satisfatória. Sempre em nossos canais e perfis diariamente aparecem novas solicitações de amizade e as pessoas dizem que já ouviram ou ouviu de alguém falar muito bem do CD e consequentemente da banda. O mesmo tem ocorrido nos shows quanto tocamos para um público novo. Sem sombra de dúvidas este disco ainda nos trará muitos fãs. Estamos muito felizes com ele, pois, até agora só nos trouxe resultados positivos.

Ainda falando do CD, ele traz uma qualidade considerada boa. O resultado superou as expectativas da banda? 

Mark: Superou sim! Por várias vezes procuramos o nosso produtor, Caio Duarte, querendo saber mais informações sobre gravações, e tudo mais relacionados nesse contexto, para que o produto final fosse no mínimo satisfatório. Nossas expectativas foram alcançadas com bastante êxito porque o Caio se integrou ao “Feeling” da banda. Ele captou e passou para o CD justamente aquilo que mais desejávamos para o primeiro álbum. Cada músico recebeu todas as instruções e pudemos ficar tranquilos na hora de gravar contribuindo até para que tudo ocorresse bem.

Quem assina a produção do trabalho foi o produtor e músico, Caio Duarte do Broadband Studio. Como foi trabalhar com ele?

Mark: Foi excelente. Aprendemos muitas coisas úteis com ele que sabiamente usaremos no futuro. O Caio é sem dúvida um dos melhores produtores de Brasília e também do Brasil. Um pouco antes de começarmos as gravações enviei a ele as nossas músicas em midi para que as interpretasse da melhor maneira. Quando entramos em estúdio ele já sabia todas elas com extrema precisão, isso auxiliou demais, pois, é natural bater certo nervosismo básico na hora de gravar. Caio Duarte é sem dúvidas um produtor que se entrega ao seu trabalho para melhor fazer pela banda que está produzindo. Só temos elogios e agradecimentos.

Na antiga formação da banda, que ainda contava com o baterista Jander (X-Hatred), a vocês abordavam uma linha de som mais levada para o Metal-Core/New Metal. Hoje podemos encontrar a banda totalmente com uma proposta diferente com o que se praticava nos primórdios.

Mark: A banda jamais se limitou a seguir perenemente um só seguimento, muito pelo contrário. Eu mesmo gosto da maioria dos subgêneros do Metal há outros integrantes que gostam de músicas mais leves outros mais extremos e por ai vai e no geral todos gostam em absoluto do que fazem no Zilla. Na época que o Jander tocou conosco houve uma reciprocidade musical muito boa. Lembro-me de quando tocávamos Lost do Kreator e Low do Testament nos shows e o público ia ao delírio, pois, a maior parte de nosso repertório era baseado em covers e estávamos deixando isso para nos dedicarmos e mostrarmos nossa própria música. Essas mudanças deixaram muitas pessoas surpresas quando ouviram o Pragmatic Evolution e não supriram suas expectativas ainda ligadas ao passado da banda, nem por isso recebemos críticas negativas, adverso a isso, só recebemos criticas positivas de todas as partes.

Eu estaria errado em descrever que o som da banda está próximo ao que as bandas Carcass e Arch Enemy praticam? Enfim, o que rotulamos de Death-Metal Melódico...

Mark: Suponho que sim, mesmo porque para mim o Carcass é uma das bandas que mais venero, admiro e qualquer outro adjetivo parecido. Não é o que planejo e acho que para os outros integrantes também que a banda se torne ao ponto de literalmente sermos igualados. O gênero, ok! Pode até ser o mesmo, mas, no fundo entre eles mesmos, Carcass e Arch Enemy e a banda Zilla há uma diferença a ser considerada. Quando mudamos mais uma vez o estilo até refletimos a respeito se seríamos bem aceitos aqui no Distrito Federal pelo fato de que a grande maioria das bandas sempre se focou no Hardcore, no Death e no Thrash Metal que ainda é bem forte aqui.

Felizmente pude comparecer a edição do festvial Roça N Roll (Varginha/MG). Na qual oportunidade vocês concorriam uma vaga no festival Wacken Open Air (ALE). Por que "diabos" a banda não executou "Down The Edge" no set (risos)? Acredito que ela é uma faixa trunfo, não?

Mark: (Risos) Cara, se o Pedro Humangous da Hell Divine Magazine estivesse por lá, teria dito exatamente a mesma coisa e se brincar teria enchido o saco. Enfim, foi muito difícil para nós escolhermos o setlist para aquele show. Tínhamos um tempo muito curto e como somos muito democráticos entre nós mesmos, tivemos então que abrir uma votação sobre quais músicas tocar. Tenha a certeza que Down the Edge foi cogitada, mas, não teve votos o bastante. Concordo quanto ao trunfo, mas, quando eu soube que o Nekrost havia ganhado os vi como um todo sem músicas específicas. Lembrarei sempre de suas palavras e darei ainda mais créditos a essa música.

Além de "Down the Edge" qual faixa mais se destacou na opinião dos ouvintes e seguidores da banda, e até mesmo dos próprios integrantes?

Mark:Acredito que Pragmatic Evolution é uma música que a maioria aprecia, percebo isso nos shows. Recentemente tocamos no Carnarock e isso ficou bem claro. Ela tem um “punch” que ao vivo o público entra no clima e interage muito com a banda. Apesar de compor todas elas podem parecer até estranho de repente, mas, para mim tenho um carinho especial por Outnumbered por ser uma música de muitos riffs, rápida, climática e de várias passagens. Ela sintetiza bem o que procuro numa música.

A Zilla é uma banda que se preocupa com a qualidade, algo que não sai barato. O retorno de todo trabalho é rentável? Existe força e recursos para um próximo trabalho?

Mark: O único retorno que realmente temos é a satisfação de ver os nossos fãs felizes com o nosso trabalho. Isso não tem preço. O que investimos em Pragmatic Evolution nem de longe retornará para a banda em termos financeiros. Mas, isso não nos desanima em momento algum. Música extrema talvez seja rentável para bandas que estão sempre na mídia sendo ouvidas e faladas constantemente. Estamos sempre empenhados, visando em tocar para os nossos fãs da melhor forma possível onde eles estiverem e onde podemos ir. Força para o próximo trabalho certamente existe, mas, recursos momentaneamente não.

Bem, estamos chegando ao final de nossa entrevista. Gostaria que os leitores do Rock Brasília fossem atualizados sobre os trabalhos da Zilla? Novidades por aí?

Mark: Sim! Com certeza! Estamos comemorando 10 anos de estrada com muitas batalhas vencidas e outras por vir. E para comemorar esta data significante para todos nós, dia 10 de Março faremos na Hell Divine Fest o lançamento virtual de nosso EP intitulado MISRULE, tocando duas músicas novas que acredito eu ficará na mente de todos os Headbangers que apreciam uma boa música. Um pouco antes desta data teremos atualizado todos os nossos perfis e disponibilizaremos o EP para download. Mais uma vez a produção conta com o trabalho essencial de Caio Duarte. Teremos mais novidades em breve e esperamos que a galera esteja sempre nos acompanhando para estarem sempre por dentro do que estamos fazendo.

Foi um prazer rapaziada, um grande abraço! Espaço aberto.

Mark: Fico muito agradecido pela gentileza de nos entrevistar e também agradeço a cada um que tirou um pouquinho do seu tempo para saber mais a respeito da banda Zilla. Abração a todos e Força Extrema.

Fonte: Rock Brasília


quinta-feira, 29 de março de 2012

Niemeyer vai conceber projeto para o Morro da Capelinha, em Planaltina




Há alguns dias, chegou às mãos de Oscar Niemeyer documento assinado por lideranças comunitárias de Planaltina. Na carta, os remetentes pediam uma igreja desenhada pelo arquiteto. Usaram como argumento que a encenação do Morro da Capelinha vai fazer 40 anos, reúne 140 mil pessoas, é uma marca da cultura no DF. Niemeyer topou. Vai adaptar um projeto que havia concebido para a cidade de Itaipava (RJ) a Planaltina. Do alto da capela, será possível enxergar a Torre Digital, a mais recente obra de Oscar em Brasília.

Fonte: Correio Braziliense/Portal Planalitna

Praça dos Namorados, em Planaltina, tem bancos quebrados e lixo


Moradores reclamam do abandono da praça; floreiras viraram lixeiras. Administração diz que problema é provocado por vândalos.



Em Planaltina, as praças são o principal ponto de encontro dos moradores. Uma delas, a Praça dos Namorados, recebeu esta semana a visita da dupla do Parceiro do DF Natalia Valarini e Léo Ricardo.
A praça fica ao lado da Administração da cidade e está necessitando de reformas. Uma das principais reclamações dos frequentadores é a falta de bancos. Outro problema é o lixo. As floreiras da praça são utilizadas como lixeiras.


“Eu nunca vi essa praça bonita”, diz Rodrigo Otávio, morador da cidade.

De acordo com administrador da cidade, Nilvan Vasconcellos, o abandono da praça não é causado pela ação do tempo. Segundo ele, a depredação é causada por vândalos. Vasconcellos informou que nos próximos 15 dias os bancos e as lixeiras serão colocados de volta ao espaço.

Fonte: Portal Planaltina

Novo clipe de Slash



“Gotten”, do primeiro álbum solo do guitarrista, em nova versão, especial para o fundo de ajuda aos jovens desabrigados de Los Angeles. A renda com os downloads será totalmente revertida para o projeto.



Fonte: http://www.vandohalen.com.br

terça-feira, 27 de março de 2012

Iced Earth: vídeos da apresentação em Curitiba



Fala saguizada! Não é exatamente um review, mas como ontem teve show do Iced Earth e eu gravei alguns videos do show com minha tekpix meu celular, resolvi 'upá-los' (sou descolado) no youtube e compartilhar com a galera!

Confiram comigo no replay:








Enfim, showzasso! Torci o nariz porque não tocaram vários dos clássicos da banda, valorizando mais o material novo... mas como eu já tinha ido no show de 2009 que contava com praticamente todos os clássicos, então até foi uma grata surpresa.

Aliás, só de ouvir Dante's Inferno ao vivo já valeu o show! Só não gravei a musica pra postar aqui porque 17 minutos é de fuder o cu do palhaço! Ponto para o (competente) novo vocalista da banda, Stu Block, substituindo Matt Barlow a altura!



Fonte: 

METAL OPEN AIR: Contagem regressiva para o maior festival de Rock do Brasil




Falta menos de 1 mês para a ilha do rock ser tomada pela fúria de grandes nomes do rock nacional e internacional. Na contagem regressiva, fãs de todo o país aguardam ansiosamente pelo Metal Open Air. Ao todo, 47 bandas se apresentarão em 3 dias de shows, distribuídas em dois super palcos que prometem levar o público a loucura. 
Para a estudante de hotelaria , Pétala Monteiro, o festival está indo além das expectativas do público, principalmente dos que esperaram por longos anos a realização de um evento como este na capital.

“ O Metal Open Air, vai ser aquele festival que vai marcar a vida, positivamente, de todos que vão. Muita gente das antigas, com mais de 40 anos, que curtiu rock numa época complicada em São Luis, nem acredita que os caras vem pra cá. Nossa geração está tendo uma oportunidade incrível! Vamos fazer com que esse show seja inesquecível! A galera do metal é da paz, do amor, do sentimento, da paixão, e principalmente, do espetáculo” afirma.
Na internet, o MOA lidera os sites de buscas e está entre os assuntos mais comentados da rede. Em um grupo criado pela produção do evento, o Metal Open Air [Oficial], fãs de todo o Brasil se reúnem e debatem temas relacionados ao festival. Entre as postagens, um tópico em especial chama atenção de todos que visitam o link. O “Mulheres do MOA, manifestem-se suas lindas!!!” virou sucesso e já é um ponto de encontro entre os “Pedreiros do MOA”, como os participantes se denominam pelo jeitinho peculiar de falar com as garotas. 
Segundo a criadora do tópico, Dennyse Macedo,a intenção era somente chamar atenção das mulheres que estavam com presença confirmada no festival, porém com o tempo virou um espaço de todos.

“Então, a minha intenção com o tópico era chamar atenção da mulherada que vai fazer parte do festival, sem querer dizer que há um monopólio por parte dos homens, não mesmo. Mas há quem concorde que as mulheres ( ou seja, as lindas) darão grande contribuição pro evento ser bem mais interessante. Os nossos headbangers reconhecendo isso fizeram o tópico ganhar tal proporção, os nossos tão conhecidos ‘ pedreiros’“. afirma.

Quanto a ansiedade, a jovem revela que está contando os dias para o Metal Open Air .
“A ansiedade pro festival é enorme e eu conto os minutos pra estar nesse grande evento. Único, inédito e inesquecível não só pras pessoas que curtem o metal no nosso estado, mas pro Brasil inteiro. Uma grande porta se abrirá e isso aumenta a expectativa dos fãs do estilo e até das pessoas que não curtem muito, mas estão super curiosas com os outdoors, propagandas e comentários nas redes sociais. Eu imagino a cidade na véspera de abertura do MOA e esse friozinho na barriga pré-festival é só um prelúdio do que acontecerá nos dias 20, 21 e 22 de Abril. Eu espero que o festival revolucione ainda mais a cena musical na illha, que os outros estados, também participantes e presenteados com o evento prestigiem e reconheçam o MOA como um dos maiores e mais respeitados festivais de metal. Ainda não sei ao certo como me sentirei nos 3 dias, mas de uma coisa eu tenho certeza, será uma honra, um prazer e uma enorme satisfação ver bandas como Megadeth, Anthrax, Blind Guardian, Anvil...e tantas outras bandas que farão parte do evento. A ilha vai tremer com o Metal Open Air e com o Brasil inteiro prestigiando então, será lindo!” completa.

O Festival

O Metal Open Air acontecerá nos dias 20, 21 e 22 de abril, no Parque da Independência. Ao todo 47 bandas nacionais e internacionais se apresentarão em dois palcos. O festival oferecerá uma super estrutura jamais vista no Maranhão, além de um grande esquema de segurança para que o público possa desfrutar com conforto e tranqüilidade.
Saiba mais sobre o Metal Open Air
Outro diferencial do MOA é a exposição de tatuagens que estará instalada durante os 3 dias. Nela, grandes profissionais da tatuagem, body piercing e suspensão corporal estarão mostrando o seu trabalho. Também nos três dias, a produção preparou a boate temática El Diablo que contará com a apresentação de três bandas, a Fúria Louca, a Carro Bomba e Baranga, além de claro, a performance das garotas do Fetish Dolls.

Programação

No primeiro dia do evento, o dia 20, os palcos serão comandados pelas bandas Torture Squad, Hangar, Headhunter DC, Shaman, Almah, Obskure, Drowned, Ânsia de Vômito, Exodus (EUA), Megadeth (EUA), Anvil (CAN), Symphony X (EUA), Grave Digger (ALE), Destruction (ALE), Exciter (CAN) e Orphaned Land (ISR).
Já no segundo dia, o som fica por conta das bandas Andre Matos, Dark Avenger, Korzus, Stress, Shadowside, Terra Prima, Ácido, Anthrax (EUA), Legion of the Damned (HOL), UDO (ALE), Blind Guardian (ALE), Glenn Hughes (ING) e Rock n Roll All Stars (EUA).
No dia 22 as bandas Unearthly, Expose Your Hate, Matanza, Motorocker, Semblant, Attomica, Ratos de Porão, Megahertz, OTEP (EUA), Obituary (EUA), Fear Factory (EUA), Annihilator (CAN), Saxon (ING), Venom (ING) e Dio Disciples ( EUA/ING) encerram o evento.
Os ingressos estão à venda no site oficial – www.metalopenair.com – e no stand exclusivo do festival, localizado no Rio Anil Shopping.

Fonte: Iron Maiden Brasil

quinta-feira, 22 de março de 2012

FESTA DAS ÁGUAS


THE BARD'S NIGHT: BLIND GUARDIAN E GRAVE DIGGER JUNTOS EM SÃO PAULO




A Negri Concerts anuncia uma grande noite para os fãs do mais puro heavy metal alemão: dois dos maiores expoentes do estilo tocam pela primeira vez juntos, em única apresentação em São Paulo. Trata-se do combo Blind Guardian e Grave Digger, que trouxe à tona o apelido THE BARD'S NIGHT para este evento tão especial. 

As duas bandas tocam no dia 23 de abril, às 21h no Credicard Hall. Os ingressos já estão à venda no site da Ticket For Fun.

BLIND GUARDIAN - O Blind Guardian é uma banda de power metal formada na década de 1980 em Krefeld, na Alemanha. Eles buscam inspiração para suas músicas na cultura medieval, nas mitologias nórdica e grega e nas obras de J. R. R. Tolkien. Recentemente, em 30 de Julho de 2010, a banda lançou oficialmente seu novo álbum, "At the Edge of Time", que será divulgado no Brasil com a turnê. Recentemente, entraram com a música "Sacred Words" no game Sacred II: Fallen Angel. 

GRAVE DIGGER - Os alemães do Grave Digger iniciaram sua carreira no início da década de 80, quando o álbum de estréia "Heavy Metal Breakdown" atingiu as surpreendentes 40 mil cópias vendidas somente na Europa. A sonoridade de Grave Digger se caracteriza por um vocal grave e rasgado, riffs de guitarra pesados e passagens melódicas, principalmente nos refrões. Uma das principais bandas da Alemanha, foi líder do movimento FWOGHM (First Wave of German Heavy Metal), ao lado de Running Wild e Helloween. Um grande diferencial da banda é o mascote do grupo (presente nas capas dos álbuns desde 1994), com uma capa e capuz negros e máscara, lembrando a figura da Morte.

Fonte:negriconcerts

Dragonforce: abertura dos shows do Trivium no Brasil



De acordo com o site oficial da banda norte-americana Trivium, a banda inglesa de power metal Dragonforce será responsável pela abertura dos shows de toda a turnê na América do Sul, que inclui apresentações em São Paulo e Curitiba.

O sexteto formado por Herman Li (Guitarras e backing vocals), Dave Mackintosh (Bateria e backing vocals), Marc Hudson (Vocais), Vadim Pruzhanov (Teclados e backing vocals), Sam Totman (Guitarras e backing vocals) e Frédéric Leclercq (Baixo e backing vocals) se apresentam pela segunda vez no país nas seguintes datas:

08 de setembro de 2012 – São Paulo (Via Marques)
09 de setembro de 2012 – Curitiba (Music Hall)

Informações sobre ingressos e pontos de venda em breve.

Fonte desta matéria: Agenda Metal


Krisiun: entrevista em vídeo ao Som Extremo

Os gaúchos do Krisiun concederam uma interessante intrevista para o blog Som Extremo (http://somextremo.blogspot.com) logo após sua apresentação no último dia 10 de março, em Catanduva/SP.







@som_extremo


Fonte desta matéria: Som Extremo

Kiss: primeira aparição de 2012 com roupas novas

O KISS fez uma apresentação na noite desta terça-feira no programa de Jimmy Kimmel, nos Estados Unidos. A banda apresentou modificações no figurino e a música "Detroit Rock City". Confira o video.





Fonte: Youtube

Iced Earth: promoção para conhecer a banda



A Negri Concerts tem uma promoção rolando em seu profile no microblog Twitter para fãs que desejam conhecer o Iced Earth pessoalmente.

A banda se apresenta em São Paulo no dia 25 de março em São Bernado do Campo, no Espaço Lux.

Para concorrer é preciso ter adquirido o ingresso para essa apresentação, seguir o profile @negriconcerts no twitter e dar RT na seguinte frase:

Eu já tenho ingresso na mão para o show do #IcedEarth em São Paulo e quero conhecer a banda com a @negriconcerts! | kingo.to/11Gc

Esses são os últimos dias da promoção. Serão vários ganhadores que conhecerão pessoalmente o Iced Earth. Corra e participe!



Os fãs da banda norte-americana Iced Earth ainda podem adquirir seus ingressos para a apresentação que acontece no dia 25 de março no Espaço Lux, em São Bernardo do Campo. Os ingressos estão à venda no site da Ticket Brasil, e é bom correr para garantir seu ingresso porque essa apresentação promete ser matadora!


A Negri Concerts reitera que, devido a problemas de logística, a apresentação que seria no dia 24 de março, foi transferida para o dia 25 de março. Para os fãs que já adquiriram seus ingressos, a Negri Concerts avisa que não é necessário realizar nenhum tipo de troca. Os ingressos com data 24/03 continuam valendo.


John Schaffer, guitarrista e líder da banda, mandou um recado aos fãs brasileiros. Veja o vídeo.





SERVIÇO – ICED EARTH
Data: 25/03 – Domingo
Horário: 20h
Local: Espaço Lux
Endereço: Rua Antônio Luiz Valério, 93 – São Bernardo do Campo – SP
Informações: (11) 2359-3262 e (11) 7520-0721
Site: www.negriconcerts.com.br
Classificação Etária: 14 anos


INGRESSOS ANTECIPADOS
Pista 1º Lote: R$100
Pista Estudante Lote Promocional: R$60
Camarote 1º Lote: R$200


ATENÇÃO ESTUDANTES: Antes de adquirir o seu ingresso, confira como funciona a política de meia-entrada no link: http://ticketbrasi.lojatemporaria.com/meia-entrada. Caso você seja de outro estado, LEIA COM ATENÇÃO como funciona a meia-entrada em São Paulo.


INGRESSOS NA PORTA
Pista: R$ 120
Camarote: R$ 240


PONTOS DE VENDA:
Die Hard: (11) 3331-8253
Bilheterias do Espaço Lux: (11) 4339-3613
Venda online e demais pontos de venda: http://www.ticketbrasil.com.br
Realização: Negri Concerts


Fonte:  Negri Concerts 

Ozzy: impressionado com o solo perdido de Randy Rhoads




Fonte: Youtube

quarta-feira, 21 de março de 2012

DENIED REDEMPTION: adquira agora a versão física do debut álbum do grupo

Eternal Hatred Records confirmou que já se encontra disponível para compra, o primeiro álbum de inéditas da banda brasiliense DENIED REDEMPTION, intitulado“Egregora Tenebrae”.

O material pode ser adquirido inicialmente direto com a banda através do e maildaniloesser@gmail.com e, nos próximos meses, poderá ser encontrado nos principais sites e lojas físicas do país. 

“Egregora Tenebrae” foi lançado no Brasil no mês de fevereiro de 2012, através da parceria de três dos selos mais atuantes do underground nacional: Eternal Hatred RecordsMisanthropic Records e Impaled Records.

Para mais informações sobre as atividades da banda DENIED REDEMPTION, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mailcontato@msmetalpress.com  



Fonte: MS Metal Press

Brasília - Uma Cidade Careta







Por Penny Lane
19 de março, 2012 
                                                                                                                                                                


A copa do mundo do Brasil está aí. Logo logo chegarão os turistas a Brasília e desfrutarão de toda a nossa indústria de entretenimento. Bares, boates, museus, cinemas. Tudo estará pronto para receber pessoas de lugares remotos do mundo, certo? Errado!


Brasília é uma cidade careta, onde os bares fecham cedo e a polícia militar parece só se preocupar com os carros mal estacionados e com os bares que infringem a lei do silêncio, enquanto o número de sequestros relâmpagos cresce assustadoramente no Plano Piloto.


Outro dia, cheguei a um bar de sinuca na Asa Norte um pouco antes das duas horas da manhã, pensando em encontrar uns amigos e jogar uma sinuquinha antes de ir pra casa. O que encontrei por lá foi um carro de polícia em frente ao bar, com dois policiais do lado de fora, controlando a entrada dos frequentadores do local. Ninguém entrava mais, pois configuraria que o bar ainda estivesse aberto. Um bar subterrâneo, sem música ao vivo, onde absolutamente não se escuta nada do lado de fora, fechado antes das duas da manhã de um sábado. Passando por outros lugares da cidade, tudo fechado. Cheguei à conclusão de que duas horas da manhã Brasília está praticamente morta. Ao mesmo tempo, escutei uma mulher do lado de lá da rua, falando ao celular com o 190, reclamando de que acabaram de quebrar os vidros de seu carro na quadra de baixo.


Imagine um alemão ou mesmo um argentino chegando a Brasília para o evento esportivo. O cara assiste ao jogo de sua preferência, depois combina com os amigos de torcida a ida a um bar após as 11 da noite. Após três horas de diversão recebe a notícia de que o bar está fechando. Ele deve pensar que má sorte teve ele de ter que assistir aos jogos de seu time numa cidade fantasma como esta. E é exatamente assim que um estrangeiro se sente em Brasília. Uma cidade fria, que vive para o trabalho em suas repartições públicas e nada mais.


Como brasiliense que sou, me orgulho de minha cidade. Acho realmente que Brasília não merece ser sufocada por leis babacas que faz com que o cidadão se sinta numa terra de desenho animado. Tudo certinho, separado por setores, com seu crescimento normal de cidade abafado em prol da ordem e dos bons costumes. E o pior é que querem que os turistas venham pra cá admirar as maravilhas que a cidade possui. Quais maravilhas? A natureza? Ninguém vem à cidade por sua natureza, nem pelo comércio, museus,nem por nada a não ser pela arquitetura e mesmo assim a viagem dura apenas um dia. Nada me faz parar de pensar que a copa do mundo no Brasil deixará irritado o turista que tiver que vir a Brasília para assistir aos jogos de seu time. Sairão por ai dizendo o que todo turista diz de nossa cidade: Brasília é uma cidade careta.


Retirado do Site http://www.rockbrasilia.com.br



terça-feira, 20 de março de 2012

André Matos: workshop com participação de Marcelo Barbosa

No último sábado, dia 17 de março de 2012, foi realizado um WorkShop em Volta Redonda - RJ que contou com a presença de Andre Matos. Além da participação do exímio vocalista, o evento ainda contou com o guitarrista do ALMAH/KHALLICE, Marcelo Barbosa, o vocalista Pedro Campos e o talento de Johnatha Bastos. Confira um video gravado por uma fã, do quarteto executando "Carry On" do ANGRA:



Fonte: Youtube/Whiplash

Marduk: revelados capa, track-list e datas de lançamento


Os suecos do black metal do MARDUK irão lançar seu 12º álbum de estúdio, "Serpent Sermon", via Blooddawn Productions/Century Media Records nas seguintes datas:


Alemanha, Áustria, Suíça, Noruega: sexta-feira, 25 de maio
Resto da Europa: segunda-feira, 28 de maio
Espanha, Itália: terça-feira, 29 de maio
Suécia, Finlândia, Hungria: quarta-feira, 30 de maio
Austrália, Nova Zelândia: sexta-feira, 1 de junho
EUA/Canadá: terça-feira, 5 de junho






"Serpent Sermon" tracklist:


01. Serpent Sermon
02. Messianic Pestilence
03. Souls For Belial
04. Into Second Death
05. Temple Of Decay
06. Damnation's Gold
07. Hail Mary (Piss-Soaked Genuflexion)
08. M.A.M.M.O.N.
09. Gospel Of The Worm
10. World Of Blades


Fonte: Whiplah

Tarja Turunen: encontro pré-show em Porto Alegre




Está sendo organizado um encontro para reunir os fãs gaúchos da cantora TARJA TURUNEN antes do show em Porto Alegre que irá acontecer no dia 04 de Abril no Bar Opinião. Se você vai ao show  ou mesmo é fã da TARJA e só quer conhecer outras pessoas que compartilham isso contigo, venha  tomar um chimarrão e participar do encontro que acontece dia 25 de Março (domingo) no Parque da Redenção em Porto Alegre a partir das 15h. Confirme presença no encontro aqui.

E participe do grupo do show em Porto Alegre através deste link.

Seja um fã participativo SEMPRE!

Fonte Matéria/ Imagem: Tarja Brasil

segunda-feira, 19 de março de 2012

Metal Open Air: Shaman cria o hino do festival



A banda Shaman, uma das atrações nacionais do Metal Open Air, criou o hino do festival.
A música se chama “AT MOA” e foi produzida pelo vocalista Thiago Bianchi.


Veja a letra abaixo:


AT MOA - SHAMAN


M E T A L !!! (4x)
So I’ve waked up then it’s there…
Can’t Believe my eyes it’s true…
All my heroes at just one place…
METAL OPEN AIR!!
M
O
A
Phone in one hand to call my friends…
Ticket at the other, ‘cos I’m no fool…
Ready to go, time to move!!!!
In my bag I’ve got all I need…
Camping tent, “Jack”, food and beer…
And my heart just scream for this…
Metal!!!!
This is the place we all are one!
This is the night our hearts will burn!
All together as one voice…
METAL OPEN AIR!!
Bang your head and then clap your hands
Scream out loud, “This is my place!!”
We are, we are, we are, we are at MOA!!
AT MOA!!!
M
O
A
This is the place we all are one!
This is the night our hearts will burn!
All together as one voice…
METAL OPEN AIR!!
Bang your head and then clap your hands
Scream out loud, “This is my place!!”
We are, we are, we are, we are at MOA!!
AT MOA!!!








A música “AT MOA” pode ser ouvida no site oficial do METAL OPEN AIR ou através do SoundClound.
Para Thiago Bianchi, o hino mostra a força do heavy metal no Brasil e a atitude headbanger: “Quando recebemos o convite para gravar a música, nem pensamos duas vezes: o Shaman prontamente atendeu a essa honra. Sua letra fala justamente sobre a emoção de quem curte o verdadeiro heavy metal e sabe o quão imperdível é o evento.” O vocalista do Shaman comenta que se inspirou no próprio momento, ao saber das bandas que estariam presentes no festival: “Eu usei o meu sentimento e minha ansiedade de estar no palco deste grande evento para escrever a letra. É uma grande honra fazer parte desse time”.
O Shaman toca no primeiro dia do METAL OPEN AIR (20/04) e promete ter a canção em seu set list.


Ficha Técnica:
Música – AT MOA
Banda: Shaman
Autores: Bianchi/Quesada
Letra: Bianchi 
Gravação: Fusão Estúdios [ Fevereiro de 2012]
Produzido por: Thiago Bianchi e Fernando Quesada


Todas as atrações já foram confirmadas: dois dos Big Four, Megadeth e Anthrax prometem apresentações matadoras, além das bandas Venom, Rock n Roll All Stars, Blind Guardian, Grave Digger, Saxon, Dio Disciples, Symphony X, U.D.O., Obituary, Exodus, Orphaned Land, Exciter, Destruction, OTEP, Legion of the Damned, Fear Factory e Anvil. Do lado nacional: Matanza, Motorocker, Andre Matos, Almah, Stress, Shadowside, Korzus, Ácido, Ânsia de Vômito, Megahertz, Ratos de Porão, Dark Avenger, Torture Squad, Shaman, Drowned, Unearthly, Attomica, Hangar, Terra Prima, Semblant, Obskure, Headhunter D.C. e Expose Your Hate. 


Os ingressos estão à venda no site da Ticket Brasil e no site do Metal Open Air 


Realização: Negri Concerts / CKConcerts / Lamparina Produções

Serviço:
Metal Open Air
Data: 20, 21 e 22 de abril
Abertura dos Portões: 9h
Início dos Shows: 13h
Local: Parque Independência
Endereço: Bairro São Cristóvão – CEP: 65055-420 - São Luís – Maranhão
Informações: www.metalopenair.com
Classificação Etária: 14 anos


Enviado por Juliana Negri

quarta-feira, 14 de março de 2012

Novo aplicativo para quem toca algum instrumento musical



Acaba de ser lançado na Apple Store o aplicativo iCifras! Novo aplicativo para quem toca algum instrumento musical. Mais de 50.000 cifras em seu aparelho móvel. Totalmente em português e sem necessidade de conexão. 




Acesse: http://itunes.apple.com/br/app/icifras/id498218533?l=pt&ls=1&mt=8


Fonte: HELLDIVINE

GUNS N’ ROSES: REUNIÃO, POR ENQUANTO, SÓ DE EX-EMPREGADOS


Na noite desta segunda-feira, 12 de Março, o GUNS N’ ROSES MKVII encerrou seu giro ‘intimista’ pelos EUA com um show no House of Blues de West Hollywood, onde os fãs foram brindados com a presença de dois antigos membros da banda: o baterista BRIAN ‘BRAIN’ MANTIA e o guitarrista ROBIN FINCK.
Os membros do alumni da banda subiram ao palco para as execuções de ‘Rocket Queen’ e ‘You’re Crazy’ com Brain tocando bongô, e ‘Patience’ e ‘Better’ com Finck na quarta guitarra.

Assista aos vídeos de ‘Rocket Queen’ ‘ You’re Crazy’ clicando  AQUI AQUI. 

GRITO ROCK BRASÍLIA 2012!!!!


4ª edição no DF do maior festival integrado da América Latina.

Dias 17 e 18/03 no Arena futebol Clube.
Bandas confirmadas:
17/03 (abertura dos portões as 18h):
Bruto
Ape X And The Neanderthal Death Squad
Optical Faze
Device
Catorze
Totem
Trampa
Live Wire
Johnny Suxxx (GO)

18/03 (abertura dos portões as 17h):
Johnny Flirt
Distintos Filhos
Os Triturados Pelo Coração
Água de Cachorro (MG)
Cassino Supernova
Etno

Ingressos a R$10 somente na bilheteria do local
Curta a página do festival para receber todas as informações: http://www.facebook.com/GritoRockBrasilia
Dúvidas:
contato@esquinamusicacultura.com.br
Classificação Indicativa: 18 anos.
Realização: ESQUINA – Música & Cultura
http://www.esquinamusicacultura.com.br/
*Local sujeito a lotação

domingo, 11 de março de 2012

ZILLA: disponibiliza vídeo de 10 anos de carreira.





Fonte: http://www.youtube.com/zillametal

quinta-feira, 8 de março de 2012

DIA DAS MULHERES: Homenagem do Metal Planaltina


Metallica: contrata Nimrod Antal para dirigir filme em 3D




A banda Metallica anunciou que o premiado diretor Nimrod Antal será o encarregado pela direção do projeto de longa-metragem em 3D. Charlotte Huggins ("Journey To The Center Of The Earth", "Journey 2: A Ilha Misteriosa") irá produzir.


O filme irá contar uma narrativa e um concerto onde vão estrelar os  "cinco" membros do Metallica - James Hetfield, Lars Ulrich, Kirk Hammett, Robert Trujillo, e claro, os fãs. As filmagens irão começar em agosto deste ano e será lançado no verão de 2013.

"Eu tenho sido um fã de Ninrode desde seu primeiro filme húngaro", Kontroll ", disse Lars Ulrich do Metallica. "Eu assisti com entusiasmo a sua carreira em Hollywood ao longo dos últimos anos. Cinco minutos depois de conhecê-lo ,eu era viciado em seu entusiasmo, sua opinião sobre o processo criativo e sua 'maneira de pensar para fora'. Vamos  logo com isso! "

"O Metallica sempre foi uma parte enorme da minha vida, e será uma oportunidade incrível quando começar a trabalhar com os nossos heróis", disse Antal. "Vamos aproveitar a energia poderosa e onipotente de shows do Metallica, para injetar uma narrativa em queserá disparada em 3D para elevar a experiência inteira."

Antal é mais conhecido por escrever e dirigir o filme húngaro "Kontroll" (2003), que ganhou vários prêmios, incluindo o Prêmio da Juventude no Festival de Cannes 2004 e o prêmio no Festival de Cinema Internacional de Chicago. Ele também recebeu uma indicação ao European Film Award de Melhor Diretor. Seus créditos incluem "Vacancy", estrelado por Kate Beckinsale e Luke Wilson, e "Armored", estrelado por Matt Dillon e Laurence Fishburne. Em 2010 ele foi contratado por Robert Rodriguez para dirigir "Predators", com Adrien Brody.

Fonte: WildChild

Sepultura: confirma presença no Orion Music + More




A banda brasileira Sepultura acaba de confirmar presença no festival organizado pelo Metallica, o "Orion Music + More".
Além disso, Suicidal Tendencies, Torche, Red Fang, Kyng, Landmine Marathon, Black Tusk e Thy Will Be Done são outras bandas que também já confirmaram presença.
O festival terá um palco dedicado exclusivamente ao Thrash Metal e ao Hardcore, chamado Damage Inc.

Fonte: Wild Child

terça-feira, 6 de março de 2012

Bandas cover

uma palvrinha sobre elas
por Nina Puglia
17 de fevereiro, 2012


Ao contrário do que alguns aí pensam, não tenho nada contra banda cover. Eu mesma já tive banda cover e sei que existem bandas cover muito boas, sei que muita gente investe muito nas bandas, e sei que, muitas vezes, é com elas que matamos nossa vontade de ver nossas bandas preferidas. E não existe problema nenhum nisso. O problema, na minha opinião, existe quando estas bandas tem mais espaço e mais entusiastas que as bandas autorais. Pra mim, isso ta errado. E por vários motivos.

O primeiro deles é que, por mais que gostemos, imitar algo que já existe não traz nenhuma novidade. E sempre, SEMPRE MESMO, é melhor ver o original, não é? E isso vale pra tudo: banda, camiseta, tênis…

Algumas pessoas usam o argumento “não vou porque nunca ouvi falar nessa banda”. De fato, as bandas autorais, em sua maioria, não são conhecidas. Mas vamos raciocinar: se você nunca vai ao show dessas bandas porque você não as conhece, a menos que você seja um pesquisador inveterado de música, você nunca vai conhecer mesmo. E sem pessoas novas vendo o show, esta banda realmente nunca vai conquistar um público maior do que os amigos dos integrantes e, consequentemente, nunca vai ser “conhecida”. A questão é, literalmente, estar aberto a conhecer bandas novas e não ter medo de gostar de bandas dos seus amigos ou bandas da sua cidade. Eu te garanto que tem bandas muito boas onde você mora e que você nem tem ideia. 

Se você pesquisar a história de QUALQUER banda “grande”, vai ver que o início de todas elas foi igual ao das bandas que você rejeita na sua cidade. Um Black Sabbath, um Metallica, um Beatles da vida não nasceram e nem ficaram famosos da noite pro dia. Eles tocaram em muitos pubs pra 6 pessoas antes de virarem o que são. E viraram o que são porque algumas dezenas de pessoas um dia estiveram dispostas a ouvir coisas novas e atraíram mais outra centena de pessoas para ver o show “de uma banda legal que vi no bar outro dia”. E aposto que muitos que em 1968 deixaram de ir ver um show do Black Sabbath naquele boteco de Birminghan, quando viram a banda despontando para o mundo, passaram a ouvir e gostar “porque a banda é conhecida” e até começaram a encher o peito pra dizer “é lá de Birminghan, a minha cidade”. 

Por isso que, seguindo este raciocínio, acho um absurdo que festivais encham sua programação com cover. Ora, em tempos de mudança de paradigma na indústria fonográfica, o festival se tornou a maior vitrine que existe para as bandas “novas”. É uma oportunidade valiosa que esta banda tem de tocar e mostrar sua qualidade (ou a falta dela, em alguns casos) pra mais de 6 pessoas no pub e, com isso, aumentar as chances de se tornar uma banda “conhecida” o suficiente para merecer a atenção do público de sua própria cidade. A banda cover não precisa disso. Basta dizer “hoje tem Metallica cover no bar do Zé, vamos?”. O cara que curte Metallica vai e pronto. Nem conhece a banda, nem sabe se é boa, mas vai. Porque a vontade é de ouvir Metallica e não de ver aquela banda em si.

Portanto, pense nisso você, que faz parte da meia dúzia de pessoas que vai ler isso (quem sabe um dia eu vire uma blogueira “conhecida”): não tenha medo do novo. Não tenha medo daquela banda que vai tocar essa noite naquele bar de rock. Não seja você também um desses hipócritas que nunca tirou a bunda do sofá pra ver o show da banda X e quando ela aparece na trilha sonora da novela, diz pra si e pros outros “daqui de Brasília, ó!”. 

Tem muita coisa ruim no mundo, é verdade. Mas a gente sempre pode se surpreender. E não tem nada mais gostoso que ver um bom show, se divertir, e sentir orgulho de pensar que a sua cidade está produzindo e exportando coisa de alta qualidade. E na pior das hipóteses, se não der mesmo pra aturar o som, uma cerveja e um bom papo com os amigos sempre salva a noite.


Texto retirado do blog http://www.mixolidio.tumblr.com

segunda-feira, 5 de março de 2012

SLASH: REVELADA A TRACK LISTING FINAL DE ‘APOCALYPTIC LOVE’






SLASH revelou a track listing completa de seu novo disco solo, ‘Apocalyptic Love’. O álbum será lançado em uma edição especial ‘fan pack’ pela revista inglesa Classic Rock no dia 21 de Maio.
Confira a track listing de ‘Apocalyptic Love’ na íntegra:

1) Apocalyptic Love
2) One Last Thrill
3) Standing in the Sun
4) You’re a Lie
5) No More Heroes
6) Halo
7) We Will Roam
8 ) Anastasia
9) Not for Me
10) Bad Rain
11) Hard & Fast
12) Far and Away
O ‘fan pack’ da Classic Rock terá uma entrevista exclusiva, o disco em si, com algumas faixas bônus e alguns brindes como pôster e broche de metal.

METAL OPEN AIR: Novidades sobre o Camping


POLÍTICA DE CONVIVÊNCIA - CAMPING METAL OPEN AIR

ATENÇÃO: A utilização da área de camping do METAL OPEN AIR estará subordinada a este regulamento e normas legais vigentes.

Os campistas terão total responsabilidade por seus pertences (equipamentos de camping, objetos pessoais, etc) e a forma de uso dos mesmos. A organização do METAL OPEN AIR NÃO SE RESPONSABILIZA pela forma de utilização e guarda dos mesmos. A organização do festival NÃO disponibilizará apoio para a montagem e correta utilização do equipamento de camping. Os campistas poderão utilizar-se do serviço de guarda-volumes que será oferecido no camping, mediante o pagamento de taxa extra, estando o uso do serviço sujeito a disponibilidade de armários.
A inobservância dos itens deste regulamento facultará à organização do METAL OPEN AIR solicitar a retirada imediata do campista sem a respectiva devolução de quaisquer valores pagos ou taxas já recebidas.

O acesso à área de camping será permitido SOMENTE ÀS PESSOAS QUE ADQUIRIRAM O PASSAPORTE CAMPING + PASSAPORTE PISTA ou PASSAPORTE CAMAROTE através dos pontos autorizados ou do site oficial do METAL OPEN AIR. Todos deverão fazer uso obrigatório das pulseiras de identificação fornecidas pela organização do festival no momento da entrada do Parque Independência.

OBRIGAÇÕES DO CAMPISTA
Todos os campistas ficam obrigados a:
Zelar pelo bom uso da área de camping.
Acatar todas as determinações deste regulamento.
Passar pelas revistas que se fizerem necessárias nos acessos à área de camping e estacionamento.
Respeitar as áreas demarcadas para a montagem de seus equipamentos, tais como barracas, sacos de dormir, colchonetes e outros itens.
Acatar todas as determinações dos orientadores e seguranças das áreas de camping.
Acatar os tempos máximos para uso dos chuveiros e duchas que estarão disponíveis no local.
Atender às normas de higiene e asseio na utilização dos sanitários, chuveiros, duchas, pias e demais instalações da área de camping.
Manter limpo lote utilizado, sendo o campista responsável pela própria coleta de lixo e depositando-o nos locais designados para o descarte.
Comunicar a ocorrência de doenças infecto-contagiosas e danos ao patrimônio.ALIMENTOS E BEBIDAS
A organização, por uma questão de segurança dos próprios campistas, NÃO PERMITIRÁ a entrada nas dependências do METAL OPEN AIR, de quaisquer tipos de alimentos (perecíveis ou não).
As refeições poderão ser feitas nos pontos de alimentação 24 horas do Parque Independência. Itens de primeira necessidade poderão ser adquiridos dentro da área de camping do METAL OPEN AIR, no mercado 24 horas.

É EXPRESSAMENTE PROIBIDA a entrada de qualquer bebida (alcoólico ou não alcoólico). Também é terminantemente proibida qualquer comercialização de qualquer coisa dentro do camping, sob pena de expulsão do evento sem reembolso dos valores pagos e quaisquer outras taxas.
Também está proibida a entrada de caixas de isopor, caixas ou garrafas térmicas por questões de higiene determinadas pela vigilância sanitária. 

PROIBIÇÕES
É proibida a permanência de menores de 18 anos na área de camping do METAL OPEN AIR, mesmo que acompanhados dos pais ou maior responsável.
Não será permitido entrar na área de camping com:
Instrumentos musicais, exceto instrumentos acústicos, que serão permitidos apenas nas áreas determinadas pela produção, das 10h às 22h.
Cadeiras;
Armas, facas, objetos cortantes;
Correntes pesadas ou de carteira de bolso;
Mastro de bandeiras
Remédios (somente com receita médica acompanhada)
Drogas ilícitas, utensílios para utilização de drogas ilícitas ou substâncias entorpecentes ou de efeitos análogos;
Animais;
Não será permitido o uso de aparelhos sonoros em volume acima de 70 decibéis ou que causem perturbação aos demais usuários do camping;
Não será permitido o uso de aparelhos elétricos como fogões, fogareiros (e assemelhados), cafeteiras, ferros de passar, chapinhas e secadores de cabelo;
Não serão permitidos fogos de artifício, fogueiras, braseiros ou o uso de qualquer outro tipo de material inflamável que ponha em risco a segurança do local;
Não será permitido o consumo de bebidas alcoólicas no estacionamento do camping;
Não será permitido utilizar o carro parado no estacionamento como dormitório;
Não será permitido comércio de qualquer espécie dentro da área de camping;
Não será permitido qualquer tipo de comportamento agressivo ou que falte com o pudor (brigas, sexo em público, etc).IMPORTANTE: O consumo, porte e venda de drogas ilícitas, substâncias entorpecentes e afins não serão aceitos no METAL OPEN AIR, e isso inclui a área de camping, de acordo com a legislação nacional em vigor. Pessoas flagradas em situação de consumo ou comercialização de drogas e substâncias ilícitas serão entregues às autoridades locais para que sejam adotadas as medidas legais, bem como será expulso da área de camping, sem o direito de reaver os valores já pagos.

AVISO: Todos poderão ser revistados no acesso ao camping, bem como em situações em que houver a suspeita de uso, porte, comércio ou atividades ilegais relacionadas a drogas ilícitas, de acordo com a legislação em vigor. A polícia estará presente no evento por questões de segurança pública. 

PENALIDADES E DISPOSIÇÕES GERAIS
O não cumprimento ou a transgressão de qualquer dos itens deste regulamento, terá seu transgressor punido com a retirada definitiva da área de camping do METAL OPEN AIR. Poderá haver expulsão sumária, sem prévio aviso, caso a organização do festival julgue necessário. A expulsão acarretará na não devolução de quaisquer valores já pagos.

Caberá ao autor das faltas cometidas a reposição ou indenização de qualquer ato ou omissão de sua parte que cause danos ao organizador, ao local ou a outro campista.

A direção geral do evento, do local e a organização não se responsabilizam pelas atitudes tomadas pelos campistas. Também não nos responsabilizamos por objetos furtados ou esquecidos nas áreas de camping.

Fonte: Iron Maiden Brasil