quinta-feira, 7 de abril de 2011

[RESENHA] OZZY OSBOURNE: A sensação de conhecer uma lenda


Por Alesson Campos,

     Muitos são os que dizem “tietagem", alguns,admiração, há quem solte um reconhecimento e qual seria o termo certo? 

    Eu fico com admiração, reconhecimento e qualquer outra coisa que seja possível para aproximar-se da sensação de estar ao lado do seu ídolo. Mal pude acreditar quando o @ozzyaovivo disse que eu era um sorteados para conhecer o Príncipe das trevas no basckstage ,antes do show dia 05 de Abril aqui em Brasília.
    Saí do trabalho mais cedo, para chegar ás 18:00 pontualmente no Nilson Nelson, preocupado com a fidelidade ao horário dos ingleses, fiz de tudo para chegar a tempo com meu irmão, de taxi chegamos exatamente ás 17:50 no Local marcado.
   Ali havia outros sorteados,de outras promoções, oito sortudos. Eu estava , tranquilo, talvez por frieza natural ou por simplesmente não estar acreditando no que acontecia. Eu estava sendo levado para o backstage do show em Brasília, para conhecer Ozzy Osbourne.


Já no local mantive-me calmo até o momento em que ouvi a voz dele, falava qualquer coisa com a produção sobre horário, sua voz era grave e pesada, talvez por carregar o peso de seis décadas . Quando o vi caminhando para o local marcado pelos seus produtores e assessores que eram providos e um bom senso Troll e mal educados, eu vacilei, fiquei estático por alguns segundos, o príncipe das trevas estava na minha frente 
  Ozzy, mantinha um olhar sereno e calmo, uma presença confortante, me lembrou meu avô na maneira de olhar, tão frágil, quem diria que era simplesmente Ozzy.

    Ele caminhou até o local aonde estava o fotográfo, mantive-me calmo o tempo todo, até o momento em que eu o abracei. Algo dentro de mim gritava de alegria, o que me assustou, eu não pude acreditar, não sei como descrever, não existe palavras para dizer como é um encontro de uma pessoa da minha geração com Ozzy Osbourne.
   O Madman começou sua carreira décadas antes da minha vinda ao mundo. Seu nome é ícone, sua presença é surreal.  A quem diga que é exagero, mas como provar isso?Eu estava ao lado dele, eu o abracei e soletrei meu nome quando ele pegou meu livro (Eu sou Ozzy) para autografar.
LIVRO: EU SOU OZZY AUTOGRAFADO
    Conhecer o Madman pessoalmente foi sem dúvida uma das melhores experiências da minha vida. Abraçar e falar com um ícone do rock, uma lenda viva é algo raro e completamente diferente de tudo que já passei.

Obrigado a todos os meus amigos pelos elogios e palavrões .


 †Alesson Ľäsðmбяå

1 comentários:

Postar um comentário